Circuito da Boavista 2011

Foi no passado dia 3 que rumei pela primeira vez ao Circuito da Boavista. Um circuito reconhecido mundialmente pelas sua dificuldades inerentes a um circuito citadino.
Com bilhetes para o Paddock, adquiridos cerca de 1 mês antes com medo que esgotassem, Eu e o Celso partimos de madrugada (7:00h) em direcção ao Circuito. Era ainda bastante cedo quando chegamos ao Circuito e o Paddock estava ainda meio adormecido mas já emanava o mítico cheiro, som e agitação de uma verdadeira competição.

Começamos por ver todas as equipas presentes no Paddock e as suas máquinas e pilotos. A primeira competição que vimos foi o TPCC 1300 (Taça de Portugal de Clássicos 1300) onde vimos boas disputas pelos lugares cimeiros, nomeadamente entre Alexandre Beirão no AlfaSud Sprint, Rui Azevedo em Ford Escort 1300 GT e Victor Araújo em Datsun 1200. No geral os carros que competem na Taça de Portugal de Clássicos 1300 já são muito rápidos e competitivos, uma coisa que eu não esperava.

Os seguintes a entrar em pista foram as vedetas do WTCC, com todas as atenções viradas para os belos carros da Cheverolet e para o piloto Luso, Tiago Monteiro. Não sabia bem o que esperar dos carros e pilotos do WTCC, mas acabaram por me surpreender em larga escala também, demonstrando a verdadeira raça das viaturas e pilotos do mundial.

Entretanto era hora de Almoço, e lá fomos nós tentar encontrar um sítio menos apinhado de gente para poder-mos ser servidos com alguma celeridade. A coisa não foi fácil e tivemos de andar bastante para o conseguir, ao mesmo tempo estava em pista as Ford Transit Trophy, mas nós acabamos por voltar ao Paddock novamente.

De novo no Paddock, tudo parecia diferente, mais movimentado do que nunca, entre carros, pilotos, mecânicos, visitantes e claro muitas meninas bonitas. =).
Como é óbvio além de muitas belas máquinas de 4 rodas, havia também muitas meninas bonitas, coisa que nós apreciamos também.

Uma das “maiores atracções” do Padock era a zona da GoodSense Racing Team, que além dos belos Lamborghini Gallardo, do Aston Martin Vantage e do Ginetta G50 tinha também um belo grupo de “Pit Babes” trajadas a rigor!!!

Voltando novamente à pista estava na hora de entrarem em competição as máquinas e pilotos da Taça de Portugal de Circuito, onde competiram directamente excelentes pilotos como Patrick Cunha, João Ramos, Miguel Barbosa, César Campaniço, José Monroy, António Nogueira e José Pedro Fontes acompanhados por excelentes máquinas como os Mercedes SLS, Audi R8 LMS, Ferrari F360, Lamborghini Gallardo, Aston Martin e Ginetta G50, onde foi fortemente disputada a primeira posição entre o Audi R8 LMS de César Campaniço e o Mercedes SLS de José Pedro Fontes.

Após as máquinas da Taça de Portugal de Circuitos, voltaram à pista as vedetas do WTCC onde foi novamente uma corrida muito bem disputada e onde o português Tiago Monteiro conseguiu o 3º Lugar.

Após a ultima corrida do WTCC voltámos ao Paddock para uma ultima visita e dirigi-mo-nos novamente à pista para apreciar as belas e potentes máquinas da TPCC (Taça de Portugal de Clássicos), onde pudemos apreciar algumas das mais belas máquinas de sempre, como o Ford Capri RS 3.5 de António Nogueira que tem qualquer coisa como 500 cavalos de potência, Lola T70 de Carlos Barbot, Porsche 930 Turbo de Ribeirinho Soares, e Ford Escort RS 2000 de Joaquim Jorge, e onde não faltou o mítico Ford GT 40 pertencente a Rui Macedo Silva. As velhas glórias possuem uma uma mística inconfundível, assim como uma sonoridade incomparável.

No final era hora de voltar a casa, mas voltamos completamente fascinados e satisfeitos pela quantidade e qualidade de máquinas presentes e de meninas bonitas também. Sem qualquer dúvida que as nossas expectativas não saíram defraudadas.

One Response to “Circuito da Boavista 2011”

  1. […] falando desta forma até me faz recordar a aventura no Circuito da Boavista em 2011, não foi Celso? Existem algumas senhoras piloto no mundo das corridas apesar de não terem muito […]

Leave a Reply