Dos Pensamentos Mais Parvos, Nascem as Grandes Ideias…

Pensar… Faz parte do nosso dia-a-dia e é inevitável descolar-mo-nos desta acção. Uns mais outros, outros menos, uns durante a manhã, outros mais ao final do dia ou mesmo durante a madrugada. Uns inconscientemente enquanto “dormem”, outros enquanto comem, tomam banho, corrrem, andam, ou mesmo enquanto fazem as suas necessidades fisiológias sentados no trono de porcelana.

Ideias são ideias, e muitas vezes as ideias mais parvas e loucas são as grandes ideias. Sou um pensador. De um modo ou de outro considero-me um pensador, mas hoje dei por mim a pensar numa ideia “pequenina” mas que não descansei todo o dia enquanto não a consegui colocar em prática, ou pelo menos tê-la a funcionar enquanto conceito e projecto…

Sem ideias, limitamo-nos a seguir a corrente. E quem segue a corrente é despejado no mar ou fica agarrado às margens sem nunca atingir o sucesso. Ideias são para por em prática, porque se nunca tentarmos nunca saberemos se resulta ou não…

Querer é (quase) poder, mas quem não tenta nunca conseguirá de certo, e passará o resto do tempo a lamentar-se por nunca ter tentado…

Os loucos estão certos e é preciso ouvi-los… É preciso jogar de novo e arriscar…

Pequenas Coisas Que Faltam na Vida…. Tornam as Grandes Incompletas…

Pequenas coisas que faltam na vida…

Tornam as grandes Incompletas…

Pequenas coisas fazem falta…

Não te esqueças…

O Tempo Passa sem Que Eu o Sinta a Passar…

 

 

O Tempo Passa sem Que Eu o Sinta a Passar…

 

 

 
 
 

Gosto dos venenos mais lentos, das ideias mais parvas, dos pensamentos mais complexos e dos sentimentos mais fortes… Tu até podes empurrar-me de um penhasco que eu vou dizer: – E que? EU ADORO VOAR…

 
 
 

 
 
 

“Chega uma altura em que tens de assumir o comando. Se não fores tu, quem? Se não for agora, quando?”