Confesso que é algo que não me surpreende uma vez que a situação da Mini no WRC é delicada e sobretudo confusa. Com a tutela da equipa oficial ter passado para a WRC Team Mini Portugal e com o desenvolvimento do carro a cargo da experiente Prodrive era de esperar que estes tudo fizessem para dificultar a vida à equipa oficial.

Dani Sordo que é piloto oficial da Prodrive estreou a evolução “01B” à cerca de 2 meses no Vodafone Rally de Portugal, mas até agora Armindo Araújo ainda nem sequer viu essas evoluções montadas no seu carro, lamentando-se por isso e mais uma vez colocando os maus resultados como consequência da falta da dita evolução, mas no fundo não é bem isso que se passa.

Basta reparar no seu seu rival Daniel Oliveira que no ano passado era cerca de 2 segundos mais lento por quilómetro e neste momento já consegue ser mais rápido que o piloto nacional, é tudo uma questão de evolução e eu acho que o Armindo Araújo já chegou ao topo da sua evolução.

Leave a Reply