Pequenas Coisas Que Faltam na Vida…. Tornam as Grandes Incompletas…

Pequenas coisas que faltam na vida…

Tornam as grandes Incompletas…

Pequenas coisas fazem falta…

Não te esqueças…






Tal como na Vida…

“Na pilotagem é importante usarmos a nossa cabeça. Não pode ser sempre a fundo…”

Ott Tanak






É Inevitável…

É inevitável que todos precisemos de desabafar de vez em quando. Mais verdade ainda é a facilidade com que mais depressa desabafamos com um qualquer desconhecido do que com um amigo ou mesmo conhecido até.

Amigos, conhecem-nos de um modo ou de outro, estão regularmente connosco e por esse mesmo motivo vão sempre guardar o desabafo ou pelo menos a ideia dele para sempre. O que torna inevitável que este tenha em conta um desabafo do tipo “A minha vida está uma merda” num determinado momento sempre que me veja ou esteja em contacto comigo.

Com um desconhecido é exactamente o contrário, certamente nunca mais o irei ver na vida e este esquecer-se-à de que “A minha vida está uma merda” em pouco tempo.

No fundo desabafar com um desconhecido é como vomitar para um saco e atirá-lo pela janela de um carro em alta velocidade.

De uma forma geral desabafar com um amigo é vomitar para um saco, atirá-lo pela janela de um carro em andamento e ter a sorte de acertar exactamente na pessoa que vai a caminhar no passeio. Já com um desconhecido o saco cai no meio da floresta, sem que nunca ninguém saiba que este existiu.

Por vezes apercebemos-nos de que alguns dos nossos melhores amigos são por vezes desconhecidos depois de termos um desabafo com eles. Depois de lançar o saco de vómito, o carro afasta-se, mas depois volta.

A amizade entre duas pessoas tem de ser capaz de carregar alguns sacos de vómito, de os fechar e enterrar num qualquer aterro sanitário. Na verdade, o Amor também…

Alex Zanardi: O Melhor Exemplo de “Querer é Poder”

Zanardi 14 2

Porque “Querer é Poder” nunca uma frase tão bem encaixou no percurso de vida de uma pessoa, (Alex) Alessandro Zanardi.

Nascido a 23 de Outubro de 1966 em Bolonha Itália, Alex Zanardi é um exemplo de vida, um exemplo de paixão pelo Desporto Automóvel e pela vida.

Piloto profissional esteve envolvido na Fórmula 1 entre 1991 e 1999 passando pelas equipas Jordan, Minardi, Lotus e Williams. Mas a sua vida viria a mudar em 2001 quando pilotava um Reynard de Champ Car (CART) que lhe amputou literalmente as duas pernas.


O acidente foi extremamente violento colocando-o em sério risco de vida e tendo de ser reanimado 7 vezes até chegar à unidade hospitalar, mas Alex Zanardi não largou a vida.

Depois de uma longa e difícil recuperação regressou à Competição Automóvel, mais propriamente ao WTCC entre 2005 e 2009 com a BMW onde venceu por 3 vezes.

Apesar de parecer até pouco, 3 vitórias em 5 épocas no WTCC, mas temos de compreender o facto de ser um campeonato extremamente competitivo e de Zanardi usar 2 próteses no lugar das pernas o que levou a grandes alterações nos controlos mecânicos do automóvel e que consequentemente levou a uma adaptação.

Mas a força de vontade de vencer não ficou por aqui. Em 2007 adoptou o paraciclismo como desporto tendo estado nos Jogos Paralímpicos de Londres de 2012 onde conquistou 3 medalhas, duas de ouro e uma de prata no ciclismo paralímpico H4.

Agora com 47 ainda não está disposto a parar e está de volta à competição automóvel com a BMW na Blancpain GT Sprint Series. Inserido na equipa ROAL muito conhecida por suportar Tom Coronel no WTCC irá pilotar um BWM Z4 GT3 especialmente equipado para as suas necessidades especiais.

A sua rapidez não foi diminuida pelo acidente, mas sobretudo a sua vontade de querer e de conseguir foi de sobremaneira engrandecida, o que o torna um grande exemplo de vida….

Isto tudo porque “Querer é Poder”…

Basta Acreditares

No meu sítio sonhar é coisa de louco
As coisas bonitas que vês pertencem a outro
Conformismo suburbano, contentas-te com pouco
Tenho um segredo escuta, se quiseres eu dou-to
Todos os olhos vêem o mesmo, diz-me se não crês
A única coisa que se altera é a forma como as vês
Ensinam-te que os importantes moram no ecrã
Tem pérolas, bons carros, não pensam no amanhã
Para mim é diferente, aprendi,
Quem amo tem polegadas a mais não, não cabe ai
No que vivi, tirei lições e vi
Que a maior parte delas, não vinha escrita nos livros que li
Acredita, arregaça as mangas
Onde eu moro as princesas tem jóias feitas de missangas
Se o céu é o limite eu relaxo
Lá ser estrela é fácil, difícil é brilhar cá em baixo

Basta acreditares que só há um caminho
Desde o ponto de partida até chegares ao teu destino
E não importa a tua origem muito menos o que dizem
Destaca-te a alcança aquilo que outros não atingem (x2)

Abre os braços e voa, levanta âncora e ruma
Em direcção ao que queres se deres tudo por tudo, há sempre uma
Porta que se abre trancada com a frustração
E a chave do cadeado é a forma da tua ambição
A vida é injusta, nem todos nascemos em berço de ouro
Mas nem todos os que lá nascem morrem como vencedores
Alguns chamam a atenção, mentem como a lua
Esperam que o sol se esconda e brilham com uma luz que não é sua
Não consigo mudar o mundo, a realidade é dura
Mas se mudar o meu quintal, dou outro ar à minha rua
Talvez a zona mudasse se fizesses o mesmo à tua
Não fiques de braços cruzados, age e actua
Estares vivo é o teu maior compromisso
Ou é preciso chegares as portas da morte para que te apercebas disso
Criticam-te por seres diferente, não desistas, segue em frente
Vencer tá ao alcance de todos, só não ganha toda a gente

Basta acreditares que só há um caminho
Desde o ponto de partida até chegares ao teu destino
E não importa a tua origem muito menos o que dizem
Destaca-te a alcança aquilo que outros não atingem (x2)

Escuta só tu podes
Lutar pelo que escolhes
Espelha nos teus olhos a força que em ti
Supera a de todos e mostra aos outros
O porquê de poucos
Vingarem aqui

 

Por vezes não Basta Acreditar e a Vida Encarrega-se de Nos Colocar no Lugar Onde Pertencemos!!