Por muito que desejes o melhor, esperas sempre o pior. E hoje isso aconteceu. Vinte e um anos depois, um piloto volta a morrer num Grande Prémio de Formula 1 após os eventos de Imola em 1994, onde morreram o austríaco Roland Ratzenberger e o brasileiro Ayrton Senna.. E é um dia triste para o automobilismo. Ars lunga, vita brevis, Jules.

Leave a Reply